Apartamento decorado com preciosidades da arte!

Request quote

Invalid number. Please check the country code, prefix and phone number
By clicking 'Send' I confirm I have read the Privacy Policy & agree that my foregoing information will be processed to answer my request.
Note: You can revoke your consent by emailing privacy@homify.com with effect for the future.

Apartamento decorado com preciosidades da arte!

Tony Santos Arquitetura Tony Santos Arquitetura
 Living room by homify
Loading admin actions …

Algumas pessoas são tão apaixonadas pela arte e suas vertentes que não conseguem se desligar do mundo das artes nem por um segundo, sendo necessário respirar arte durante as vinte e quatro horas do dia. Para estas pessoas a arte é fonte de inspiração diária e ininterrupta. Portanto, a escolha mais natural é fazer da morada uma galeria de arte. 

Localizado no bairro Jardins, um dos bairros mais nobres de São Paulo, este apartamento de uma colecionadora de arte, que vive com a filha entre São Paulo e Nova Iorque, cujo projeto de interiores foi assinado pelo estúdio Consuelo Jorge Arquitetos abriga um acervo precioso da arte brasileira, que poucos museus e galerias de arte conseguem reunir em uma mesma exposição. A sensação para quem visita o apartamento é de visitar uma verdadeira galeria de arte. Quem passeia pelos ambientes da residência se depara com telas de Frans Krajberg, Iberê Camargo e Tomie Otahke; com instalações de Mira Schendel e Angel Ramirez; com um púlpito esculpido pelo mestre Valentin, com uma cadeira do século XII e até com um anjo barroco do Alejadinho.

Encontrar o equilíbrio entre uma residência funcional e aconchegante e uma galeria de arte foi o grande desafio da arquiteta Consuelo Jorge. O projeto de reforma encomendado pela proprietária impôs este enorme desafio. Entre as alterações, as cinco suítes originais deram lugar a apenas duas suítes e surgiram novos ambientes relacionados ao dia-a-dia das moradoras, como uma o escritório e um home-cinema, que tornaram o apartamento mais personalizado e acolhedor.

O resultado mágico e surpreendente você confere a seguir nas belas imagens que captaram a atmosfera de galeria de arte e cênica dos interiores do apartamento da colecionadora de um acervo de arte brasileira riquíssimo e fascinante.

Hall de entrada

No hall de entrada, uma metáfora arquitetônica dá as boas vindas ao visitante. O visitante é forçado a atravessar uma caixa ou o túnel que o leva até o living room. Na verdade, de acordo com a arquiteta, trata-se de um hiato tridimensional que faz a transição, material e simbólica, entre exterior e interior. A passagem foi revestida de pínus finlandês certificado, devido ao desejo da proprietária de não ter uma porta convencional. Afinal a originalidade é a condição existencial da arte. Curiosamente, as caixas utilizadas para o armazenamento e transporte de obras de arte são feitas de pínus finlandês, o mesmo material utilizado no hall de entrada, que simboliza todos os ambientes do apartamento, o interior de uma caixa que abriga tesouros em forma de obras de arte.

Porta pivotante de madeira

Podemos notar que a porta de entrada feita de pínus finlandês foi transformada num imenso painel pivotante, que do lado de dentro parece o fundo de um imenso nicho ou um túnel que se abre para uma galeria. Após percorrer a passagem revestida de pínus, que simboliza uma caixa cheia de obras de arte, nos deparamos com o living room e somos recebidos por uma peanha em policromia dourada, fixada no alto da parede à direita, como nas igrejas. A escultura é de autoria do mestre Valentim (1745-1813), aclamado entre as melhores produções do seu tempo, que assim Aleijadinho, foi um grande nome do Barroco brasileiro.

Projeto de interiores

No living room notamos o predomínio das paredes e superfícies brancas que criam uma espécie de plano de fundo para as diversas obras de arte, pinturas, instalações, esculturas e objetos de arte assinados por alguns dos nomes mais eminentes das artes plásticas, que convivem em perfeita sintonia com o mobiliário moderno e contemporâneo. Além da brancura impecável, que remete às galerias de arte, o piso de cor neutra foi executado com pedra calcária de limestone, um material contemporâneo e sofisticado que também evoca a atmosfera das galerias e museus.

Living room

O living room concentra obviamente a maior parte do acervo de obras de arte da colecionadora. Nas paredes estão expostas obras de Leonilson, Louise Bourgeois, Abraham Palatnik, Mario Cravo Neto, Tomie Ohtake e outros. No centro da sala de estar, entre o par de sofás do italiano Piero Lissoni, a icônica trança de Tunga, Cabeleira, de 1980, se desenrola por mais de 2 metros no chão. O tapete nepalês Zili Aloe da By Kamy, de cor bege, a cadeira de balanço On, criada em 1977 por Oscar Niemeyer e a luminária de pé Tolomeo Mega, dos designers Giancarlo Fassina e Michele De Lucchi, complementam o décor e dão uma sensação de aconchego. E, o lighting design é de autoria de Guinter Parschalk.

Home office

À direita do living, encontramos o escritório, cujo destaque são as três grandes portas-estantes pivotantes que formam uma passagem secreta para o home cinema, que funciona também como sala de música ou de reuniões. Quando fechadas, as portas pivotantes isolam os ambientes e exibem uma coleção de livros e souvenires da proprietária. O home-office possui uma poltrona Commander, de Jorge Zalszupin (1973), e escrivaninha Quilombo, de Arthur Casas para a Micasa, feita de madeira rústica com pés de aço. Sobre a escrivaninha, fica a série de joias de tecido de Esther Faingold.

Home cinema

Escondido detrás das portas pivotantes do escritório está o home-cinema, um dos caprichos da proprietária. Com 600 m² e cinco suítes, o ponto de equilíbrio do projeto de reforma era chegar a um espaço contemporâneo que lembrasse uma bela galeria de arte, mas que ao mesmo tempo tivesse a funcionalidade e o aconchego de uma residência. Ambientes como o home-cinema tornaram o apartamento mais acolhedor e funcional. 

Acervo inesgotável

As aberturas das passagens que interligam os ambientes sociais também são amplas e remetem às passagens dos museus e galerias de arte. Nesta imagem, percebemos como a espacialidade do apartamento se confunde a espacialidade e ornamentação de uma galeria de arte. O projeto de iluminação realça a presença do acervo da proprietária.

Ateliê

Á esquerda do living nos deparamos com mais uma galeria, na qual esculturas, telas, mobiliário e até um vestido convivem em harmonia.

Cozinha e sala de jantar

No apartamento não há uma sala de jantar tradicional, mas sim uma sala de repasto atual, que resguarda uma cozinha completa. A cozinha gourmet da Kitchens possui tampo em corian concrete e armários com portas de vidro pintado, com destaque para o revestimento prateado, que dá um toque de elegância e requinte ao ambiente. A mesa de jantar do designer P and M Cazzaniga da Tense, as poltronas Flow de Jean-Marie Massaud e o tapete marroquino complementam a decoração do ambiente.

Quarto da filha

A filha de 11 anos, que vive com a proprietária, cresceu em torno de arte e design. Seu quarto acompanha esta tendência com a cama Poliform Big Bed da designer Paola Navone e a tela gigante “Eu e o Coelho” da Cristina Canale. Novamente, a brancura imaculável das superfícies criam o plano de fundo para a tela gigante e uma atmosfera minimalista e intimista.

Banho feminino

O banheiro da menina exprime seu lado princesa com louças Duravit, banheira e bica de pé Cheshire da Doka e metais Grohe, todo ele revestido em azulejo branco 15x15cm da Eliane. A poltrona Swan (1958), de Arne Jacobsen, a penteadeira de madeira e a coleção de espelhos venezianos complementam a decoração do ambiente e realçam a elegância e sofisticação do ambiente.

Suíte master

Nos quartos e na cozinha, o uso de tapetes, papel de parede, revestimento e cortinas trouxe aconchego e deu a cara de residência que o proprietário queria. Especialmente na suíte master foi utilizada uma sobreposição de tapetes. A suíte máster possui cama de casal Febo, de Antonio Citterio para B&B Italia, e poltrona com pufe Portofino, de Rodolfo Dordoni para a Minotti. Na parede destaca-se a fotografia da série Yanomami, de Claudia Andujar.

Closet

A fina decoração do closet de 36 m² é composta pela presença do lustre de estilo provençal de cristal e da poltrona. Com portas de correr, vidro e espelho, o amplo espaço esbanja sofisticação e elegância.

Mais informações sobre projetos de closet, você encontra aqui.

Banho

O impacto ao entrar no banho da suíte master é provocado pela parede de mármore preto Nero Portoro em contraste com o restante em branco único e com o piso de madeira cumaru rústico, que deu um toque de calor ao ambiente. Sobre o piso de cumaru elevado foi situada a banheira Napoli em estilo free standing da Doka. Os metais e chuveiro são da Grohe.

Whitton Drive:  Terrace house by GK Architects Ltd

Need help with your home project?
Get in touch!

Discover home inspiration!